PANDEMIA-SINDEMIA COVID19: SISTEMAS NACIONAIS UNIVERSAIS PÚBLICOS DE SAÚDE OU BARBÁRIE

Autores

Palavras-chave:

Pandemia, Covid-19, Sindemia Univesais de Saúde, Direito à Saúde

Resumo

Este ensaio de opinião apresenta uma reflexão de como a doença causada pelo vírus SARS-COV-2 a COVID-19 não se resume a apenas uma pandemia, mas uma Pansindemia, ou seja, uma situação caracterizada não exclusivamente pela doença respiratória da COVID-19, mas também por outras afecções que são resultados das interações biológicas e sociais que contribuem para piorar o estado de saúde das populações e geram impactos para além dos sanitários e a centralidade de fortalecermos Sistemas Universais Públicos de Saúde. É discutido neste artigo, como as sociedades capitalistas têm influenciado através da agenda neoliberal a desconstrução de políticas públicas, principalmente no setor saúde, o que reduziu a capacidade dos Estados nacionais em responder de modo efetivo a esta Pansindemia. No Brasil, a agenda implantada desde 2016, acarretou na redução do financiamento do SUS, na precarização do trabalho e na redução por parte da classe trabalhadora do seu direito à saúde. Ademais, a agenda internacional de organizações multilaterais tem construído alternativas modestas e tímidas diante do direito à saúde. Recuperamos, na crítica de Marx e na produção teórica por ele inspirada na saúde, de que como o modo de organização da produção e reprodução capitalistas impactam na saúde e de que como, historicamente, a luta da classe trabalhadora foi decisiva para garantir o direito a saúde no marco dos estados que emergem dessas sociedades. Desta forma apontamos para a necessidade que das tensões sociais e de classe que emergem no contexto desta Pansindemia possam reafirmar a importância e prioridade de um novo ciclo de lutas das classes trabalhadoras e populares sustentada no direito universal a saúde e na construção de sistemas públicos universais, e que só assim poderemos superar os riscos e danos da atual Pansidemia.

Biografia do Autor

Alexandre PADILHA, Universidade Nove de Julho, Faculdade São Leopoldo Mandic

Médico, doutorando em Saúde Coletiva pela Universidade de Campinas, docente da Universidade Nove de Julho / São Paulo e da Faculdade São Leopoldo Mandic / Campinas, ex-Ministro da Saúde do Brasil 2011-2014

Florentino LEÔNIDAS, Fundação Osvaldo Cruz/Brasília

Sanitarista, especialista em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e em Gestão Pública pelo Insper, mestrando em Políticas Públicas de Saúde pela Escola de Governo da Fundação Oswaldo Cruz. Brasília, Brasil.

Padilha – Ciro Saurius, Monotipia

Downloads

Publicado

24-05-2022

Como Citar

PADILHA, A.; LEÔNIDAS, F. PANDEMIA-SINDEMIA COVID19: SISTEMAS NACIONAIS UNIVERSAIS PÚBLICOS DE SAÚDE OU BARBÁRIE. Revista Mouro, [S. l.], v. 12, n. 15, 2022. Disponível em: https://revista.mouro.com.br/index.php/Revista_Mouro/article/view/2. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

DEMOCRACIA EM DEBATE